É a escola a única instância educadora na sociedade contemporânea? É legítimo impor a toda a sociedade um único modelo educacional? Em pleno século XXI, é impossível pensar alternativas sérias ao modelo escolar? O que estão fazendo aqueles que tiveram a coragem de educar seus filhos fora da escola? Como pensar e implementar um processo sustentável de educação fora da escola?

Estas e muitas outras perguntas tem neste blog um espaço para construir respostas. Educar os filhos na sociedade do conhecimento é um desafio que supera de longe o modelo escolar...é urgente dedicar-nos coletivamente a consolidar essas alternativas.

Follow by Email

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Plataforma em português para livre aprendizagem: Nós.vc

Agora, a comunidade de unschoolers e homeschoolers brasileira conta com um instrumento fantástico http://nos.vc/beta/ e http://www.nos.vc/blog/ para promover trocas de conhecimento, de experiências e saberes. Trata-se de uma plataforma virtual que permite estabelecer comunidades de interesses e desejos entre pessoas de diversas idades e diferentes circunstâncias. Acredito que seja inspirado na experiência do http://all.thepublicschool.org/ de Los Angeles, a qual já é uma experiência revolucionária e permite que muitas pessoas se conheçam entorno de suas paixões epistemológicas e ainda façam real a idéia de que O MUNDO É A MELHOR SALA DE AULA!!!




Vamos lá Homeschoolers e Unschoolers, vamos usar esse instrumento para ir em frente com nosso processo de desescolarização.


Augusto de Franco um pioneiro no Brasil na defesa da Desescolarização (https://www.facebook.com/augustodefranco) comentou o seguinte sobre o NOS.VC:


"Parabéns pela idéia. Ela supera as burocracias do ensinamento que chamamos de escolas. O que acho que devemos evitar:
1 - Reeditar, sob qualquer forma ou a qualquer pretexto, a relação professor-aluno.
2 - Definir currículos top down.
3 - Separar as comunidades de aprendizagem por idade, escolaridade ou por qualquer outro critério que não seja o interesse (ou, melhor ainda, o desejo).
4 - Tratar o conhecimento como objeto (que possa ser transferido segundo o padrão emissor-receptor) e não como relação (o conhecimento se reinventa toda vez que um processo de aprendizagem se realiza na interação entre sujeitos).
5 - Estabelecer um padrão de ensino em vez de aprendizagem.
6 - Aproveitar novos processos interativos (como este) para melhorar a escola, tentar complementá-la, ou montar uma escola ou para-escola dita "alternativa" ou "nova".
7 - Estabelecer hierarquias, mesmo que meritocráticas, como se quem soubesse alguma coisa fossem superiores em algum sentido".



Portanto,  é um espaço a mais para desenvolver uma educação em que nossos filhos e nós mesmo, para que possamos:


1- Explorar seus e nossos interesses de conhecimento;
2- Entrar em contato com outros (de qualquer idade e condição) que desejem compartilhar o que sabem;
3- Criar fluxos de trocas diversos e desinstitucionalizados;
4- Usar o mundo ao nosso redor para aprender.
O nos.vc é um caminho...inspirador!!!

Um comentário:

  1. Edilberto e Tatiane, espero não estar incorrendo em erro, mas acho que o Nos.vc é uma plataforma em que haverá a intermediação, por parte da plataforma, na criação de encontros reais, porém pagos - pelos quais será gerada uma comissão para a equipe do Nós.vc.

    Em 2010, quando apresentei ao lado do Edilberto, lá no Vivo Educa aquele revival do Ivan Illich (http://www.slideshare.net/RafaelReinehr/ivan-illich-sociedade-desescolarizada-ii-o-retorno), apresentei, no Festival de Ideias Inovadoras em Educação, um projeto chamado Teias de Aprendizagem (http://www.slideshare.net/RafaelReinehr/teias-de-aprendizagem-7722249 e http://reinehr.org/coolmeia/ideias/teias-de-aprendizagem-rede-de-escolas-livres), inspirado na Ideia de Illich e que, depois, vim a saber, já posto em prática em grande parte na The Public School.

    Infelizmente, não tivemos apoio para o desenvolvimento da plataforma e não consegui, até este momento, voluntários com conhecimento técnico para desenvolvê-la, de forma open source e livre, sem intermediações.

    Terminarei em mais uma semana um capítulo de livro sobre REA (Recursos Educacionais Abertos) e compartilharei o conteúdo com vocês assim que o mesmo estiver revisado e pronto para ir ao prelo. O capítulo está cheio de exemplos sobre como podemos ser autodidatas hoje.

    Um abraço e parabéns pelo blog, realmente inspirador.

    ResponderExcluir